Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2011
elevator pitch

 

Ainda não fiz o meu elevator pitch, mas fica aqui um aperitivo...

 




Segunda-feira, 28 de Novembro de 2011
Desafio 5 - Field Trial

 

  1. Quem serão os participantes no meu estudo? Como serão seleccionados?

 Jovens universitários do DECA, preferencialmente do primeiro ano, com idades compreendidas entre os 17 e os 20 anos de idade. Obrigatoriedade de escolha de estudantes que se encontrem fora do ambiente familiar, devido à frequência do curso superior.

      Serão Seleccionados entre cinco e dez voluntários, a serem contactados em sessões explicativas do estudo, realizadas em horário escolar, mediante autorização dos docentes responsáveis.

  

  1. Que dados necessito para o meu estudo, em função das minhas questões de investigação/modelo de análise?

              Algumas questões a abordar nos questionários realizados durante o field trial são:

    • Frequência e satisfação no uso da aplicação;
    • Questões especificas ligadas ao modelo de interface da aplicação;
    • Efeitos da aplicação nos hábitos alimentares da amostra;
    • Sugestões de melhoria da aplicação;
    • Respectiva importância das facetas exercício e alimentação da aplicação;
    • Importância da faceta de «social network» da aplicação;

  

  1. Como vou recolher os dados para o meu estudo? Que instrumentos preciso de adaptar/criar/validar e aplicar?

             Ao longo do field trial, pretendo recolher dados através de questionários com periodicidade a definir:         antes, durante e depois do estudo. Assim, terei de criar inquéritos por questionário aplicáveis às                     diferentes fases do teste de campo, destinados a recolher dados sobre a usabilidade da aplicação. 




Quinta-feira, 10 de Novembro de 2011
Índice proviório para enquadramento teórico

1.   Introdução

          1.1  Nutrição e exercício: influência no quotidiano

          1.2  Aplicações móveis de “saúde e fitness”: Estado da Arte

                       1.2.1  Definição

                       1.2.2  A componente nutrição

                       1.2.3  Importância da faceta exercício

                       1.2.4  As aplicações actuais

                       1.2.5  Interfaces lúdicos em aplicações móveis

                       1.2.6  As comunidades

                       1.2.7  Tendências

           1.3  Vantagens e desvantagens do controlo de peso através de um dispositivo móvel

2.  Enquadramento metodológico

           2.1  Métodos de avaliação de aplicações móveis:

                      2.1.1  Field Trial

                     2.1.2  …

                     2.1.3  …

          2.2  Avaliação da aplicação “X”:

                    2.2.1  Método utilizado

                    2.2.2  Determinação de intervalo de tempo

                    2.2.3  Determinação de instrumentos de recolha de informação

          2.3  Público-alvo

                    2.3.1  Amostra




Quarta-feira, 9 de Novembro de 2011
Teste 3 - Calorie Count escolhida

 Finalizei a análise da terceira aplicação, Calorie Count. Por enquanto parece muito indicada e não tem caracteristicas que impossibilitem a sua utilização no Field trial. Aqui: 

http://caloriecount.about.com/

 




Quarta-feira, 2 de Novembro de 2011
Teste 2 - Daily Burn

 Mais uma app a ser testada. Por enquanto, em clara vantagem, mas a sua restrição ao sistema alimentar de fast food congelada prejudica-o muito. 

Uma revisão objectiva aqui: 

 

http://revision3.com/appjudgment/dailyburn/

 




teste 1 - My Fitness Pal

Primeiros testes para escolha de aplicação a estudar insidiram sobre o My Fitness Pal. Algumas das suas características apontam para a sua rejeição (como o facto de exigir ligação à net e de ser em inglês), mas, sem dúvida uma boa opção...

Uma boa review aqui: 

 

 




Segunda-feira, 31 de Outubro de 2011
Desafio 4 - Definir metodologia

 Em posts anteriores fui mencionando os objectivos de investigação e, pelas suas características, penso que poderá ser encontrado um enquadramento metodológico. 

Pretendo chegar a um conjunto de dados e conclusões qualitativos, assim, será efectuado um estudo de caso, com a escolha e teste de uma aplicação mobile específicaI. Esse estudo de caso será concretizado através de um conjunto de cinco a dez testes de campo, ou field trials e com, eventualmente, um focus group, para retirar opinões de usabilidade mais conclusivas. 




Desafio 3 - encontrar amostra

Idealmente, esta investigação pretende analisar opiniões criadas através de experiências de utilização de uma aplicação de controlo alimentar, por parte de um grupo de estudantes universitários portugueses. Desta forma, aponta-se como metodologia de recolha de informação eficaz a condução de um teste de campo.

Permitirá acompanhar ao longo de um determinado periodo de tempo a forma, regularidade e motivação de uso da aplicação, bem como, registar sugetões e opiniões pertinentes. Concretamente, pretende-se colocar ao dipor do grupo seguidamente caracterizado um dispositivo móvel equipado com um sofware de "saúde e fitness": 

 

 

Por definir estão, ainda, outras questões práticas relacionadas com a concretização empirica do teste de campo, como a sua duração ou os métodos de recolha e registo de informação. Além disso, pondero a possíbilidade de realizar um Focos Group com o grupo definido, depois do teste de campo, para um maior aprofundamento e justificação das informações recolhidas. 

 





Desafio 2 - explicitar uma questão de partida

 Depois de definida a área de investigação, a identificação das temáticas específicas a estudar desenvolve-se em espiral, apontando tópicos uns a seguir aos outros, como encadeamentos lógicos do que faz sentido ser abordado. 

Trata-se, ressalve-se, de uma redacção prévia, que provavelmente sofrerá muitas mutações até à sua apresentação final. Ainda assim, é com alguma segurança que posso apresentar a seguinte como uma primeira questão de partida: 

 

«Que características se adequam e podem ser alteradas na aplicação móvel “X”, de forma a adaptar-se melhor às expectativas de jovens estudantes universitários portugueses?»

Como referi, o restante trabalho de definição suge em encadeamento lógico, sugerindo as seguintes como primeiras e algumas das hipóteses de resposta à questão colocada. Reflecte, também, uma hipótese que pertence aos objectivos iniciais do projecto, perceber se o aspecto visual das aplicações que existem actualmente são capazes de atrair o público definido: 

  1. «As funcionalidades de controlo de peso e alimentação verificadas na aplicação móvel “X” podem ser enquadradas no estilo de vida e expectativas de jovens universitários portugueses, desde que seja utilizada uma linguagem lúdica nas interfaces e/ou uma filosofia de jogo e desafio na interacção». 
  2. «Para melhor corresponder às expectativas dos jovens universitários portugueses, a aplicação móvel “X” deve incidir a sua influência na prática de atividade física, como complemento à faceta do controlo alimentar».
  3. «Para melhor corresponder às expectativas dos jovens universitários portugueses, a aplicação móvel “X” deve incidir a sua influência no controlo alimentar, como complemento à faceta da prática de atividade física».

 




Desafio 1 - definir a área de investigação

Definir concretamente uma área de investigação não deixa de ser dos desafios mais complicados para ultrapassar no início de um projecto. Geralmente, e como neste caso, as concepções de estudo são demasiado imaturas para serem rotuladas e corre-se o risco de desvio e de se ir parar a um objecto de investigação bem diferente do pretendido inicialmente.  

Parece desperdício, mas dedicar dois meses quase exclusivamente a esta tarefa tornou-se essencial para um arranque condigno do trabalho que é preciso fazer. Só depois de muito maturar e muito perguntar por opiniões alheias me encontro em posição de lançar um título prévio que, ainda assim, não deixa de estar passível de sofrer alterações.  

Depois de uma alteração bem profunda da temática a abordar, posso estar confiante que o seguinte se apresenta como um bom presságio e, acima de tudo, um bom arranque de trabalho: 

«Princípios orientadores para a concepção de uma aplicação móvel lúdica de saúde e alimentação, dedicada a jovens universitários portugueses – estudo de caso da aplicação “X”.»

 

Pretendo, portanto, estudar o impacto de uma aplicação móvel de controlo alimentar na vivência de jovens universitários portugueses, através da escolha de um software do género e da sua utilização por parte de uma amostra controlada desta população. Opiniões e experiências serão registadas de forma a extrapolar conclusões sobre a pertinência deste tipo de produto, quando aplicado ao seu quotidiano.

Concretamente, pretendo analisar se os actuais modelos e sistemas visuais são do agrado deste público e se se trata de um género de aplicação considerada útil pela amostra.  




.mais sobre mim
.pesquisar neste blog
 
.Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. elevator pitch

. Desafio 5 - Field Trial

. Índice proviório para enq...

. Teste 3 - Calorie Count e...

. Teste 2 - Daily Burn

. teste 1 - My Fitness Pal

. Desafio 4 - Definir metod...

. Desafio 3 - encontrar amo...

. Desafio 2 - explicitar um...

. Desafio 1 - definir a áre...

.arquivos

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

.tags

. todas as tags

.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds